Arquivo da tag: Terminal Salineiro de Areia Branca

Cais de barcaça e dolphins do Terminal Salineiro de Areia Branca passarão por reforma

O Terminal Salineiro de Areia Branca (TERSAB) vai passar pela reforma do cais de barcaça e dos dolphins* 2, 3 e 4. As obras terão início em agosto a um custo de cerca de R$ 22 milhões. O Porto Ilha tem recebido uma série de investimentos, que garantem agilidade e ampliação da sua capacidade operacional, com o objetivo de elevar a produtividade da exportação do sal produzido no Rio Grande do Norte.

Recentemente, a CODERN também investiu R$ 5,2 milhões na compra de um novo trator de esteira, uma empilhadeira e uma pá carregadeira, para substituir os antigos equipamentos e otimizar a movimentação no TERSAB, oferecendo também melhores condições de trabalho aos funcionários, que já estão utilizando os novos maquinários.

As melhorias são parte da visão estratégica da CODERN para contribuir com o desenvolvimento econômico do Rio Grande do Norte e do Brasil, fortalecendo a indústria salineira, geradora de emprego e renda.

*Dolphins são estruturas metálicas para amarração dos navios que carregam o sal no TERSAB e o transporta para o exterior (exportação) ou para consumo interno (cabotagem).

Reunião do Diretor Técnico-Comercial, Francisco Mont’Alverne, técnicos da CODERN e da CEJEN, empresa que vai executar as obras.

CODERN investe R$ 5,2 milhões em novas máquinas para operação no Terminal Salineiro de Areia Branca

Como parte do programa de modernização das instalações do Terminal Salineiro de Areia Branca (TERSAB), a Companhia Docas do Rio Grande do Norte (CODERN), que administra o Porto-Ilha, investiu R$ 5,2 milhões na compra de um trator de esteira, de uma empilhadeira e de uma pá carregadeira, substituindo os antigos equipamentos.

Mais modernas e seguras, as máquinas fazem parte de um conjunto de ações estratégicas que têm como objetivo otimizar a movimentação do Porto-Ilha, além de oferecer melhores condições de trabalho aos funcionários.

O transporte para o TERSAB foi realizado por meio de uma grande balsa, na manhã desta quarta-feira (19), e envolveu uma mão de obra extremamente qualificada tendo em vista a complexidade do manuseio do maquinário em alto mar, inclusive a retirada dos equipamentos para o Porto Ilha.

Os investimentos no local continuarão nos próximos meses e envolve uma série de melhorias, obras e investimentos.

Desembargadora decreta ilegal e determina suspensão imediata da greve dos portuários de Areia Branca

A greve dos portuários de Areia Branca foi considerada ilegal pela desembargadora do Tribunal Regional do Trabalho (TRT), Maria Auxiliadora Barros de Medeiros Rodrigues, ao deferir mandado de segurança com pedido de liminar impetrado pela Companhia Docas do Rio Grande do Norte (CODERN).

“Defiro a liminar requerida, para determinar a suspensão da greve deflagrada em 10/9/2020 pelo Sindicato dos Trabalhadores nos Serviços Portuários do Estado do Rio Grande do Norte (SINPORN), determinando-se a imediata normalização das atividades portuárias no Terminal Salineiro de Areia Branca (TERSAB), sob pena de multa diária de R$ 10.000,00 (dez mil reais), em caso de descumprimento”, diz a decisão.

A magistrada considerou a atividade portuária “essencial” e disse caber à CODERN “estabelecer o horário de funcionamento do porto, observada as diretrizes do Ministério do Transporte, Portos e Aviação Civil, e as jornadas de trabalho no cais de uso público”.

A desembargadora ainda enfatizou a prova pré-constituída para o possível descumprimento de acordo firmado entre as partes perante o Ministério Público do Trabalho, onde o próprio presidente do Sindicato reconheceu que alguns pontos são impraticáveis ao direito de greve, dentre eles, no item “Com relação as seguintes atividades: carregador de navios e descarregador de barcaças, guarda, segurança do trabalho, sala de geradores, limpeza, cozinha/alimentação, gerente, assessores e quaisquer cargos em comissão, deve manter 100% do funcionamento”, mas diversas operações ficaram impossibilitadas diante da insuficiência de pessoal durante a greve.