Arquivo da tag: Novembro Azul

CODERN adere à Campanha Novembro Azul no combate ao câncer de próstata

A Companhia Docas do Rio Grande do Norte (CODERN) promove a campanha “Navegue por essa causa: menos preconceito – Mais Saúde”, alusiva à Campanha Novembro Azul, iniciativa mundial dirigida à sociedade e aos homens sobre a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de próstata e outras doenças masculinas.

De acordo com o Instituto Nacional do Câncer (Inca), os tumores na próstata são o tipo da doença que mais afetam homens no mundo e a segunda maior causa de mortes oncológicas de pacientes do sexo masculino. No Brasil, a incidência nesse público se dá principalmente a partir dos 65 anos, sendo considerada, por isso, uma doença da terceira idade. Só entre 2016 e 2017, o Inca estima 61.200 novos diagnósticos no país.

Um levantamento da Sociedade Brasileira de Urologia revela que, na fase inicial, o câncer de próstata não apresenta sintomas e quando os sinais começam a aparecer, aproximadamente 95% dos tumores estão em estágio avançado de desenvolvimento. Destaca, ainda, que 20% dos diagnósticos são tardios, o que contribui para o índice de mortalidade da doença ultrapassar os 25%. A divulgação dos números reforça a importância de realizar exames preventivos.

A recomendação da instituição é que homens a partir de 50 anos devem começar a fazer as avaliações periodicamente. No caso de homens negros, os exames devem ser feitos 5 anos antes, já que a incidência da doença é mais alta neste público.

Novembro-Azul-Facebook

Novembro Azul: CODERN apoia campanha de prevenção ao câncer de próstata

Depois de o mês de outubro ser marcado pela campanha de mobilização para prevenção do câncer de mama, conhecida como Outubro Rosa, agora é a vez dos homens. O mês de novembro é internacionalmente dedicado às ações relacionadas ao câncer de próstata e à saúde do homem. A Companhia Docas do Rio Grande do Norte (CODERN) apoia o Novembro Azul e conscientiza os servidores da importância da prevenção.

O câncer de próstata é o sexto tipo mais comum no mundo e o de maior incidência nos homens. As taxas da manifestação da doença são cerca de seis vezes maiores nos países desenvolvidos.

Cerca de três quartos dos casos no mundo ocorrem em homens com mais de 65 anos. Quando diagnosticado e tratado no início, tem os riscos de mortalidade reduzidos. No Brasil, é a quarta causa de morte por câncer e corresponde a 6% do total de óbitos por este grupo.

Uma dieta rica em frutas, verduras, legumes, grãos e cereais integrais e com menos gordura, principalmente as de origem animal, ajuda a diminuir o risco do câncer. Especialistas recomendam pelo menos 30 minutos diários de atividade física, manter o peso adequado à altura, diminuir o consumo de álcool e não fumar.

Homens a partir dos 50 anos devem procurar um posto de saúde para realizar exames de rotina. Os sintomas mais comuns do tumor são a dificuldade de urinar, frequência urinária alterada ou diminuição da força do jato da urina, dentre outros. Quem tem histórico familiar da doença deve avisar o médico, que indicará os exames necessários.

novembro-azul