Arquivo da tag: CODERN

CODERN e Sindicato dos Portuários dialogam com senador José Agripino

O presidente da Companhia Docas do Rio Grande do Norte (CODERN), Emerson Fernandes, se reuniu na manhã desta sexta-feira (11) com o senador José Agripino, para tratar de assuntos da empresa, acompanhado do presidente do Sindicato dos Portuários, Silvano Barbosa.

Entre os assuntos tratados, estava o Portus – Instituto de Seguridade Social – Entidade Fechada de Previdência Complementar, que se encontra atualmente sob intervenção federal.

Agripino sugeriu que a CODERN e o Sindicato mobilizem todos os integrantes da bancada federal e forças do Estado para apresentarem o plano de reivindicações ao Governo Federal, através do Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil. De antemão, o senador reafirmou seu apoio total à atividade portuária. “Estou à disposição para somar nos pleitos apresentados pela CODERN e Sindicato dos Portuários e defendo uma união de forças que passa por toda a bancada federal e pelo Governo do Estado”, disse o senador.

O presidente da CODERN agradeceu a atenção que Agripino e a bancada federal têm dado à Companhia e destacou o diálogo positivo com o senador: “A CODERN precisa sempre desse apoio da bancada federal, que não mede esforços em nos receber e reforçar os nossos pleitos”.

Em reunião com bancada federal, CODERN solicita R$ 20 milhões de emenda para os Portos do RN

A bancada federal do Rio Grande do Norte esteve reunida nesta terça-feira (17), em Brasília, com entidades e instituições do Estado para a discussão em torno das emendas coletivas ao Orçamento de 2018. Mais uma vez, a Companhia Docas do Rio Grande do Norte (CODERN) participou do diálogo e reivindicou emenda no valor de R$ 20 milhões, sendo R$ 15 milhões para o Terminal Salineiro de Areia Branca e R$ 5 milhões para o Porto de Natal.

Na reunião, o diretor-presidente da CODERN, Emerson Fernandes enfatizou a importância dos Portos para a economia: “Os Portos são estratégicos para o desenvolvimento da economia potiguar e do Brasil. E reivindicamos mais recursos para o Terminal Salineiro pela necessidade maior de investimento e recuperação de equipamentos. Vale ressaltar que o sal é um produto fundamental para a indústria química e o Rio Grande do Norte é o responsável pela produção de 95% do sal produzido no país”.  Os diretores Emiliano Rosado (Técnico-Operacional) e José Adécio Filho (Administrativo e Financeiro) também acompanharam a reunião.

A necessidade de recursos para a CODERN hoje chega a R$ 150 milhões, pela ausência de repasses orçamentários, já que desde 2014 não ocorre o que era previsto para a Companhia. “Mas nós entendemos o atual momento e a impossibilidade da bancada enviar o valor total que necessitamos, por isso solicitamos a prioridade dos R$ 20 milhões”, ressaltou Emerson.

Até o final do ano, serão investidos R$ 7 milhões no Porto-Ilha, assegurados pelo senador José Agripino Maia, através de uma emenda do relator no Senado ainda para o orçamento de 2017. E durante a reunião, todos da bancada reconheceram a necessidade de recursos aos Portos do Estado: os senadores José Agripino, Fátima Bezerra e Garibaldi Filho, bem como os deputados federais Antônio Jácome, Beto Rosado (representado pela assessoria), Fábio Faria, Felipe Maia, Rafael Motta, Rogério Marinho, Walter Alves e Zenaide Maia.

Reunião bancada entidades 02

“CODERN sofre efeitos da crise financeira pela falta de liberação de recursos orçamentários desde 2014”, diz presidente

O Diretor-Presidente da Companhia Docas do Rio Grande do Norte (CODERN), Emerson Fernandes Daniel Júnior, foi entrevistado ao vivo nesta terça-feira (10), pela jornalista Margot Ferreira, na bancada do Jornal do Dia, que vai ao ar pela TV Ponta Negra, afiliada local do SBT. Emerson pontuou o crescimento nas movimentações dos Portos do Estado desde 2014, conclamou a classe política e empresarial para união pelo setor portuário e ainda falou da crise econômica brasileira que também atinge a CODERN.

“Apesar do crescimento em nossas movimentações desde 2014, a CODERN também sofre com os efeitos da crise econômica que passa o Brasil, pela falta de repasses dos recursos previstos no Orçamento. Temos aplicado os nossos recursos arrecadados pelas nossas movimentações, na manutenção dos Portos, para poder manter os equipamentos em funcionamento”, declarou Emerson.

Emerson externou uma boa expectativa no que se refere a movimentação também para 2017: “Nossa expectativa é manter o mesmo número da temporada passada na atual para os navios cruzeiros, e teremos aumento em outras cargas, como equipamentos eólicos, recebendo nove navios em 2017”.

Por fim, Emerson voltou a afirmar que para o crescimento e fortalecimento da economia do Rio Grande do Norte é necessário que a classe política e empresarial se una pelos Portos: “Nós temos aqui uma estratégica importância para a economia a nível de país, pela presença do Terminal Salineiro de Areia Branca, responsável pela movimentação de até 95% do sal produzido no Brasil”.

Nos próximos dias, a CODERN estará convidando a imprensa para uma coletiva, onde serão apresentados os dados referentes a movimentação no Porto de Natal e Terminal Salineiro de Areia Branca.

dr-emerson-no-jornal-do-dia