Arquivo da tag: Aniversário do Porto de Natal

Exposição do Museu marca os 85 anos do Porto de Natal

O Jornalista Aproniano César Fagundes Soares, Diretor e Idealizador do Museu do Porto de Natal, realizou até esta quinta-feira (19), uma exposição no Palácio dos Esportes em alusão aos 85 anos do Porto de Natal, criado em 21 de outubro de 1932, por Getúlio Vargas, à frente do Governo Provisório da República dos Estados Unidos do Brasil. O acervo conta com 4.216 recortes em 352 cartazes de matérias publicadas em jornais ao longo do tempo.

Na tarde de hoje (19), o Presidente da Companhia Docas do Rio Grande do Norte (CODERN), Emerson Fernandes Daniel Júnior, prestigiou a exposição, ao lado do Diretor Administrativo e Financeiro, José Adécio Filho.

Emerson elogiou o trabalho voluntário e sem fins lucrativos do jornalista Aproniano César. “A história do Porto de Natal e da nossa Companhia Docas está no Museu do Porto de Natal, que merece nossos aplausos e reconhecimento. É uma dedicação espontânea de muitos anos do jornalista Aproniano e conta com a gratidão de toda a CODERN”, afirmou Emerson.

Museu do Porto de Natal

Foi fundado em 27 de agosto de 2004, pelo Jornalista Aproniano César Fagundes Soares, pesquisador da história do Porto de Natal desde 1972, pioneiro em colunas portuárias com experiências nos jornais Tribuna do Norte, Diário de Natal, Jornal de Natal e Jornal de Hoje. Inicialmente funcionava na Esplanada do Jardim, Ribeira, sendo transferido para o Mercado de Petrópolis, onde recebe cotidianamente estudantes de ensino fundamental, ensino médio e universitários.

Emerson, Aproniano César e Adécio Filho

Porto de Natal comemora seus 84 anos

A Companhia Docas do Rio Grande do Norte (CODERN) registra e comemora o aniversário nesta segunda-feira (24) do Porto de Natal, que teve decreto de criação publicado no Diário Oficial da União em 21 de outubro de 1932, assinado pelo presidente Getúlio Vargas, à frente do Governo Provisório da República dos Estados Unidos do Brasil. A inauguração oficial só ocorreu em 24 de outubro daquele ano.

A obra foi gerenciada pelo engenheiro Hildebrando de Góis que na época chefiava a extinta Inspetoria Fiscal dos Portos, Rios e Canais com sede no Rio de Janeiro. O engenheiro Décio Fonseca foi o primeiro administrador do Porto de Natal.

Para o Presidente da CODERN, Emerson Fernandes Daniel Júnior, responsável pela administração do Porto de Natal, o equipamento é de suma importância para a economia e desenvolvimento do Rio Grande do Norte: “Mesmo em um cenário de crise o Porto de Natal continua gerando emprego e renda em nosso Estado. Isso é o que nos motiva a continuar a boa luta por dias melhores”.

84-anos-do-porto-de-natal

Porto de Natal completa 83 anos comemorando aumento de 31% na movimentação

Aniversariante desta quarta-feira, 21 de outubro, o Porto de Natal completa 83 anos com motivos a comemorar. Além dos recentes investimentos recebidos pelo Governo Federal, que culminaram com a construção do fabuloso Terminal Marítimo de Passageiros (TMP), a Companhia Docas do Rio Grande do Norte (CODERN) comemora o aniversário de um dos portos que administra, anunciando um aumento de 31,19% em sua movimentação. Até 30 de setembro de 2015 foram movimentadas 345.062 toneladas no Porto de Natal. No mesmo período de 2014, apenas 263.024 toneladas tinham sido exportadas ou importadas.

O Diretor-Presidente da Companhia Docas do Rio Grande do Norte (CODERN), Emerson Fernandes, comemora a intensa movimentação, principalmente em meio ao período de crise que atinge vários setores da economia brasileira: “O Porto de Natal cresce sua movimentação em meio a uma grave crise econômica, mostrando sua importância e contribuição para o desenvolvimento”.

Histórico

O projeto inicial do Porto de Natal foi aprovado em 14 de dezembro de 1922, através de decreto. No entanto, só dez anos depois, em 1932, o decreto de número 21.995, assinado pelo presidente Getúlio Vargas, à frente do Governo Provisório, criou o Porto de Natal. No dia 21 de outubro do mesmo ano o decreto foi publicado no Diário Oficial da União.

A construção do Porto de Natal foi gerenciada pelo engenheiro Hildebrando de Góis que na época chefiava a extinta Inspetoria Fiscal dos Portos, Rios e Canais com sede no Rio de Janeiro. O engenheiro Décio Fonseca foi o primeiro administrador do Porto de Natal.

Atualmente, o Porto tem na exportação de frutas seu grande destaque. Cerca de 30% de toda movimentação do terminal, é com frutas. Os números mostram o know how que o Porto de Natal adquiriu no manuseio para embarque deste produto. O trabalho realizado pelos trabalhadores portuários já recebeu elogios dos operadores portuários e armadores.

Temos linhas direto para Europa, com paradas nos portos de Vigo, na Espanha, Sheerness, na Inglaterra, e Roterdan, na Holanda. Além disso, ainda recebemos com regularidade navios para exportação de açúcar e importação de trigo e equipamentos eólicos.

IMG_6801