CODERN avança nas negociações para ampliar movimentação de sal pelo Porto de Natal

O sal a granel é o mais recente produto que foi inserido para movimentação no Porto de Natal. Em novembro de 2015, um navio exportou 24 mil toneladas do produto. A segunda vez foi em fevereiro de 2016, quando no dia 24 um navio levou mais 41 mil toneladas com destino aos Estados Unidos.

A movimentação do novo produto é uma adaptação logística da Companhia Docas do Rio Grande do Norte (CODERN), para atender as salinas localizadas mais próximas de Natal, sem interferir no Terminal Salineiro de Areia Branca, que deverá chegar ao final de 2016 tendo movimentado mais de 2,5 milhões de toneladas.

E a CODERN continua focada em aumentar a movimentação de sal pelo Porto de Natal. O Gerente Comercial da Companhia, Kayo Fernandes, esteve reunido nesta terça-feira (03), em Mossoró, com Tasso e Gregório Rosado, dirigentes da Salineira SOCEL, para avançar as negociações que já foram iniciadas na semana passada, em uma reunião com o presidente interino da CODERN, Hanna Yousef Emile Safieh.

Atualmente, 30% da movimentação feita pelo Porto de Natal é de frutas com a predominância do melão, sendo todas armazenadas em contêineres refrigerados. Trigo, tecidos, pescados, peças eólicas, sal e outros produtos completam o percentual restante.

 IMG_0201