Arquivos da categoria: Noticias

CODERN estima que Cruzeiro Seabourn Quest pode ter movimentado até R$ 300 mil na economia local

O início da nova temporada de Cruzeiros do Porto de Natal aquece a economia local e é considerada importante pelo comércio nesse momento delicado de crise que se atravessa. A Companhia Docas do Rio Grande do Norte (CODERN) estima que o Seabourn Quest possa ter deixado até R$ 300 mil, já que os turistas fazem passeios turísticos e compras, além de visitar shoppings e restaurantes. É uma média de gasto de R$ 200 dólares por passageiro.

Os 428 passageiros da embarcação de luxo de 32.000 toneladas cúbicas de espaço, distribuídas por 198m de comprimento e 28m de largura, em 15 decks de acesso público, chegaram às 07:30 e deixaram a cidade às 17h15 desde sábado (18), após partiram de Miami (EUA), passarem pela Guiana Francesa e chegarem ao Brasil pela capital do RN. A próxima parada é em Recife (PE).

Os passageiros estão distribuídos em 225 amplas suítes de luxo, das quais 202 têm varanda e sete têm acesso facilitado para cadeiras de rodas. O navio dispõe de seis bares e salões para serem aproveitados a bordo, assim como um centro de fitness, salão de shows, piscinas, saunas, e uma marina retrátil que permite os hóspedes nadarem, praticarem o snorkel, windsurf, caiaque, ou ski aquático, sem terem que se ausentar do navio.

A Previsão da Companhia Docas do Rio Grande do Norte (CODERN) é receber 10 Cruzeiros na nova temporada e o próximo está programado para 30 de novembro.

Foto: Durval Ribeiro/Superservice

IMG_1462

Nova temporada de Cruzeiros em Natal começa neste sábado (18)

O Cruzeiro Seabourn Quest, do grupo Carnival, que já esteve em Natal em outras temporadas, retornará à Capital do Rio Grande do Norte neste sábado (18), com previsão de atracação no Porto às 07h.

O navio de bandeira das Bahamas vem da Guiana Francesa com 428 passageiros. De Natal, a embarcação de luxo de 32.000 toneladas cúbicas de espaço, distribuídas por 198m de comprimento e 28m de largura, em 15 decks de acesso público, seguirá para Recife (PE).

Os passageiros estão distribuídos em 225 amplas suítes de luxo, das quais 202 têm varanda e sete têm acesso facilitado para cadeiras de rodas. O navio dispõe de seis bares e salões para serem aproveitados a bordo, assim como um centro de fitness, salão de shows, piscinas, saunas, e uma marina retrátil que permite os hóspedes nadarem, praticarem o snorkel, windsurf, caiaque, ou ski aquático, sem terem que se ausentar do navio.

A Previsão da Companhia Docas do Rio Grande do Norte (CODERN) é receber mais um Cruzeiro no próximo dia 30 de novembro.

seabourn-quest

CODERN adere à Campanha Novembro Azul no combate ao câncer de próstata

A Companhia Docas do Rio Grande do Norte (CODERN) promove a campanha “Navegue por essa causa: menos preconceito – Mais Saúde”, alusiva à Campanha Novembro Azul, iniciativa mundial dirigida à sociedade e aos homens sobre a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de próstata e outras doenças masculinas.

De acordo com o Instituto Nacional do Câncer (Inca), os tumores na próstata são o tipo da doença que mais afetam homens no mundo e a segunda maior causa de mortes oncológicas de pacientes do sexo masculino. No Brasil, a incidência nesse público se dá principalmente a partir dos 65 anos, sendo considerada, por isso, uma doença da terceira idade. Só entre 2016 e 2017, o Inca estima 61.200 novos diagnósticos no país.

Um levantamento da Sociedade Brasileira de Urologia revela que, na fase inicial, o câncer de próstata não apresenta sintomas e quando os sinais começam a aparecer, aproximadamente 95% dos tumores estão em estágio avançado de desenvolvimento. Destaca, ainda, que 20% dos diagnósticos são tardios, o que contribui para o índice de mortalidade da doença ultrapassar os 25%. A divulgação dos números reforça a importância de realizar exames preventivos.

A recomendação da instituição é que homens a partir de 50 anos devem começar a fazer as avaliações periodicamente. No caso de homens negros, os exames devem ser feitos 5 anos antes, já que a incidência da doença é mais alta neste público.

Novembro-Azul-Facebook